WHATSAPP: (16) 99288-3596
 
NOTÍCIAS

Caravana Seminárido Contra a Fome percorre 5 cidades para denunciar retorno da miséria

24/07/2018

Da Redação | CNBB

Foto: Divulgação

Publicado por: Vilmar Ramos

 

Serão pouco mais de 2.906 quilômetros do sertão de Pernambuco até a capital paranaense em trajeto iniciado dia 27 de julho que se estende até 05 de agosto.  A ideia de cruzar o país para denunciar a iminente volta do Brasil ao Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) se dá devido ao desmonte de políticas públicas sociais que afetam a segurança alimentar dos povos do Semiárido.
 
Para dom Enemésio Ângelo Lazzaris, bispo de Balsas (MA), a ameaça de o Brasil voltar ao mapa da fome da FAO se situa dentro de um contexto geral do desmonte dos direitos sociais e humanos no Brasil. “Estamos numa escalada muito forte contra os direitos adquiridos desde o processo da Constituinte de 1988”, afirmou.
 
Direitos adquiridos nos últimos governos federais, como moradia e acesso à alimentação, estão sendo retirados pelo atual governo federal, avalia o religioso. “No nosso sistema, os direitos dos pequenos estão sendo tolhidos e as poucas conquistas estão sendo retiradas”, disse. Em função disto, o bispo avalia que um número grande pessoas que haviam superado a pobreza infelizmente está sendo ameaçada novamente pela carestia.
 
Cerca de 90 pessoas sairão no dia 27 de julho de Caetés (PE) e seguirão em dois ônibus para Curitiba (PR). A Caravana terá paradas estratégicas em Feira de Santana (BA), Montes Claros (MG) e Guararema (SP), até a chegada ao Paraná no dia 02 de agosto. No percurso de volta, o grupo tem uma parada em Brasília, no dia 05, com o objetivo de pautar o tema no Supremo Tribunal Federal (STF).
 
A redução de pessoas subalimentadas no país é uma conquista recente. Isso porque as ações que contribuíram com a saída do Brasil do Mapa da Fome, no ano de 2014, foram iniciadas com a criação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em 2003, aliado à garantia de crédito, acesso à água potável – por meio da implantação de tecnologias como as cisternas de placas – e renda, a exemplo do Bolsa-Família.
 
Entretanto, menos de 4 anos depois do Brasil celebrar a saída do Mapa da Fome, esse fantasma volta a rondar as populações carentes do campo e da cidade em todo o país, e no Semiárido, região marcada historicamente pela miséria e ausência de políticas públicas, a situação se acentua por conta da redução de investimentos nas políticas sociais e de convivência com a região.
 
“A Caravana dos povos do Semiárido contra a fome tem como objetivo chamar atenção da sociedade brasileira sobre os riscos da volta da fome para a população mais pobre do Brasil. Considerando que o Semiárido e o Nordeste sempre tiveram os maiores índices de fome da história do Brasil – por ser a m

AV. DISTRITO FEDERAL, 1341 - SÃO JOSÉ - FRANCA-SP | TELEFONE: (16) 3720-9309

©2017 VIDA NOVA FRANCA - Todos os direitos reservados - desenvolvido por Alsite Design