NOTÍCIAS

Mais do que um documentário sobre o Papa: é uma viagem pessoal com o Papa

18/03/2018

Da Redação | Aleteia
Foto: Divulgação

o dia 13 de março de 2013, o cardeal-arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, se tornou o 266º Papa da Igreja Católica: o primeiro das Américas, o primeiro do hemisfério sul, o primeiro jesuíta como bispo de Roma, mas sobretudo o primeiro Papa com o nome Francisco.

 

Uma viagem pessoal com o Papa

“Papa Francisco. Um homem de palavra”, escrito e dirigido pelo cineasta nomeado três vezes para o prêmio Oscar, Wim Wenders, quer ser mais do que um documentário sobre o Papa: é uma ‘viagem pessoal com o Papa’.

 

O projeto teve início com a intenção de Mons. Dario Edoardo Viganò, Prefeito da Secretaria para a Comunicação da Santa Sé de realizar um filme ‘com’ o Papa Francisco e não ‘sobre o Papa Francisco. Nesta rara co-produção com o Vaticano, as ideias e a mensagem do Pontífice são centrais: fala das reformas que está promovendo e de suas reações aos principais desafios globais de hoje: a morte, a justiça social, a imigração, a ecologia, as desigualdades, o materialismo e o papel da família.

 

As técnicas de filmagem conduzem o espectador a um face a face com o Papa; criam um diálogo entre ele e o mundo ao seu redor. Francisco dá respostas a agricultores, trabalhadores, refugiados, crianças e idosos, detentos e moradores de favelas.

 

O filme apresenta ainda o Papa em suas viagens através do mundo: o discurso nas Nações Unidas, o pranto com vítimas das Torres Gêmeas e à escuta de encarcerados em prisões e refugiados em acampamentos; no Centro de Memória do Holocausto em Jerusalém… viagens na Terra Santa, na África, na Ásia e na América do Sul.

 

Em todo o filme, o Papa expressa a sua visão de Igreja e a preocupação pelos pobres, seu compromisso com as questões do meio ambiente e da justiça social; seu apelo pela paz nas áreas de conflito e pelo diálogo entre as religiões. Na obra não poderia faltar São Francisco, com acenos a alguns momentos legendários da vida do Santo reformador e ecologista.

 

Nesta época de profunda desconfiança na política e nas pessoas de poder, num mundo em que mentiras, corrupção e engano estão na ordem do dia, “Papa Francisco. Um homem de palavra” mostra alguém que vive em conformidade com o que prega e que ganhou a confiança de pessoas de todas as crenças e culturas.