NOTÍCIAS

Segundo IBGE, expectativa de vida do brasileiro é de 75,8 anos

04/12/2017
Da Redação | Portal Agência Brasil
Foto: Divulgação
 
De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta sexta, 1º, em 76 anos, de 1940 a 2016, a expectativa de vida dos brasileiros ao nascer aumentou em mais de 30 anos e hoje é de 75,8 anos ? um acréscimo de três meses e onze dias em relação a 2015.

Com a incorporação dos avanços da medicina às políticas de saúde pública, o país experimentou uma primeira fase de sua transição demográfica, caracterizada pelo início da queda das taxas de mortalidade. Esta é a conclusão da pesquisa, segundo Fernando Albuquerque, um dos pesquisadores envolvidos no estudo.

Fatores como campanhas de vacinação em massa, atenção ao pré-natal, incentivo ao aleitamento materno, contratação de agentes comunitários de saúde e programas de nutrição infantil contribuíram para o aumento da expectativa de vida do brasileiro ao longo dos anos. De 1940 até 2016, o aumento foi de exatamente 30,3 anos.

Ainda que tenhamos avançado na expectativa de vida, países como Japão, Itália, Singapura e Suíça, que em 2015 tinham o indicador na faixa dos 83 anos e ainda permanecem à frente do Brasil.

A expectativa em cada estado

Santa Catarina é o estado que apresenta a maior esperança de vida, com 79,1 anos; seguido do Espírito Santo (78,2 anos); Distrito Federal (78,1 anos); e São Paulo, estado em que a expectativa de vida é de 78,1 anos.

Ainda com indicadores superiores à média nacional aparecem, pela ordem, o Rio Grande do Sul, onde a expectativa de vida ao nascer em 2016 era de 77,8 anos; Minas Gerais (77,2 anos); Paraná (77,1 anos); e Rio de Janeiro (76,2 anos.

No outro extremo, com as menores taxas de expectativas de vida, estão os estados do Maranhão, com 70,6 anos e do Piauí, com 71,1 anos. Os resultados da pesquisa são usados como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social.