NOTÍCIAS

Franca quer se tornar cidade indicada como ponto turístico

07/11/2017
Da Redação| Do Portal GCN
Foto: Dirceu Garcia/Comércio da Franca
 
A Prefeitura de Franca está preparando uma série de ações para pleitear junto ao governo do Estado a classificação de MIT (Município de Interesse Turístico). Caso obtenha o título, a cidade passará a receber anualmente cerca de R$ 550 mil, valor que deverá ser investido em obras e ações destinadas exclusivamente ao setor de turismo. Antes, porém, é preciso cumprir alguns trâmites.
 
Qualquer cidade pode requerer o título de MIT, desde que tenha aptidão para o setor e atenda algumas exigências, como possuir meios de hospedagem no local ou na região, serviços de alimentação e serviço de informação turística. Também deve ter capacidade de atender a população fixa e flutuante, quanto ao abastecimento de água e coleta de resíduos sólidos. Os municípios devem ter o Conselho Municipal de Turismo.
 
Após a apresentação do projeto de lei, feita por meio de um deputado, a documentação da cidade é encaminhada para a Secretaria Estadual do Turismo, que irá avaliar a validade da proposta. Se for aprovada, a Secretaria informa a Assembleia que pode votar o projeto. Aprovada, a proposta é encaminhada ao governador, que a sanciona como lei.
 
A classificação como Município de Interesse Turístico começou este ano. 51 cidades paulistas já conseguiram aprovar seus projetos. Na região, Rifaina é a única cidade que possui o título.
 
Com o objetivo de mostrar o potencial da cidade, o prefeito Gilson de Souza (DEM) assinou contrato, quarta-feira, 1º, com uma empresa especializada em diretrizes para implantação de planos de turismo, que realizará o trabalho de campo, com visitas e levantamento de informações. O Plano Diretor do Turismo de Franca será entregue até 23 de fevereiro de 2018. “Temos um potencial de turismo de negócios muito grande. O nosso polo industrial é diversificado e atrai muitos compradores. Temos o nosso basquete, há muitas belezas naturais na nossa região e possuímos toda a infraestrutura necessária. Estou muito confiante que a cidade poderá ser classificada”, disse a secretária de Desenvolvimento, Flávia Lancha.