NOTÍCIAS

Sínodo 2019

10/11/2017
Da Redação | Portal Rádio Vaticano
Foto: Divulgação

  Em nosso espaço dedicado ao Sínodo Pan-amazônico, a se realizar no Vaticano em outubro de 2019, prosseguimos com Dom Erwin Krautler, bispo emérito do Xingu, abordando os principais desafios daquela região.

90% do povo amazônico não têm acesso regular à Eucaristia. 70% somente duas ou três vezes por ano: a grande maioria das comunidades fica excluída da Eucaristia dominical. Neste sentido, o Sínodo será um momento de discussão sobre ‘o tipo de padre que nós queremos’ e ‘como podemos prover celebrações eucarísticas para todas as comunidades’.

“Tantos cristãos e cristãs são excluídos da Eucaristia dominical e isto gera uma certa apatia, o povo não dá mais nem valor porque nem sabe mais o que é. Muitas vezes, se pensa que não há muita diferença entre as denominações pentecostalistas e a nossa Igreja católica, porque a Eucaristia não faz parte, mas a Eucarista é o âmago de toda a nossa fé”.

“Temos que pensar em como prover pessoas que possam presidir à Eucaristia, para cumprir o mandato do Senhor: fazei isto em memória de mim”. 

“O que devemos mudar?”

Enfim, Dom Erwin menciona a questão ecológica, ressalta a palavra do Papa Francisco expressa em sua Encíclica Laudato si e alerta para os riscos que o planeta corre ao tratar tão mal a nossa floresta.

“A Amazônia está numa situação delicadíssima: o desrespeito à natureza, a este mundo que nos cerca, sem o qual não podemos viver… O que podemos fazer como Igreja? Como podemos aplicar, assumir, a  partir das Igrejas locais, muito mais profundamente, a mensagem da Laudato si. É importantíssimo defender a Amazônia, habitat de inúmeros povos nativos e fator importantíssimo para o clima do planeta. A Amazônia tem uma função reguladora. Na medida que avança a destruição da Amazônia e a sua exploração inescrupulosa, o planeta Terra vai sofrer as consequências, e já está sofrendo”.