NOTÍCIAS

O conjunto habitacional Copacabana foi sorteado nesse fim de semana

01/11/2017
Da Redação| Do Portal Divisão de Comunicação
Foto: Divulgação
 
É chavão sim, mas não tem como não dizer que a casa própria é um sonho de toda família, e o Governo Municipal encara esse sonho com a responsabilidade de torná-lo realidade para todos que buscam adquirir sua casa, principalmente, a população de baixa renda. Tanto é assim, que o grande problema da entrega do Conjunto Habitacional Copacabana I, II e III, que se arrastava há anos, está praticamente resolvido. Com a realização do sorteio dos apartamentos, e seus respectivos blocos, em evento realizado e organizado pela prefeitura no sábado passado, 27, no Ginásio Pedrocão, o Governo Municipal deu mostra de que, de sua parte, tudo o que tem que ser feito está sendo feito, atendendo de forma ágil, com sensibilidade, aos apelos dos moradores, e cumprindo todos os prazos pactuados no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela prefeitura com o Ministério Público para a entrega dos imóveis.
 
 
A cargo da Emdef – Empresa Municipal para o Desenvolvimento de Franca –, as obras externas de infraestrutura (redes de água e esgoto e asfalto), que ficaram por conta da prefeitura estão prontas e todo o processo burocrático da administração municipal foi agilizado para que os mutuários possam adentrar às suas casas sem mais demora.
 
 
A cerimônia teve início às 9h, com o ginásio do Pedrocão devidamente preparado por equipes da prefeitura – que inclusive trabalharam durante toda a madrugada de sábado na limpeza do espaço, que havia recebido o 2º jogo das finais do campeonato Paulista de Basquete na noite da sexta-feira – para receber e atender de forma confortável e eficiente todos os mutuários.
 
 
O prefeito Gilson de Souza fez o sorteio das 5 primeiras unidades e, após seu discurso, passou a palavra para uma das futuras moradoras, que agradeceu o empenho do governo municipal e de um dos vereadores da cidade para a entrega dos imóveis.
 
 
Agora, obras internas de finalização são de responsabilidade da construtora contratada pela CEF (Caixa Econômica Federal), que é administradora do empreendimento, sendo que a próxima etapa, também de responsabilidade da CEF, é a vistoria técnica, quando os donos dos apartamentos serão acompanhados por técnicos da construtora para averiguar a situação dos imóveis. Ainda que não seja de sua responsabilidade direta, a prefeitura continuará dando todo suporte e atenção aos mutuários, intervindo junto à CEF, se necessário, para que os prazos finais sejam cumpridos.