NOTÍCIAS

Apgar: o primeiro exame do bebê

14/06/2017
Dr:. Armando Rainha Fernandes | Do Portal Sem Querer
Fotos: Ilustrativas
 
Mal nasce, o bebé é pesado, medido e submetido ao teste (ou escala) de Apgar. O teste de Apgar tem como objetivo avaliar as condições de vitalidade do recém-nascido, ou seja, o seu nível de adaptação à vida extra uterina.
 
O QUE É O TESTE DE APGAR?
 
O teste de Apgar consiste na avaliação de cinco sinais vitais do recém-nascido no primeiro minuto (que permite determinar o grau de tolerância do bebé ao parto), no quinto minuto (que permite avaliar o grau de adaptação do bebé à vida extra uterina) e no décimo minuto após o nascimento, atribuindo-se a cada um dos sinais uma pontuação de 0 a 2 de acordo com a condição observada.
 
PORQUE É REALIZADO O TESTE DE APGAR?
 
Porque é um método simples que permite determinar se o recém-nascido precisa de ajuda para respirar ou se está com algum problema no coração.
 
COMO É REALIZADO O TESTE DE APGAR?
 
O índice de APGAR avalia a vitalidade do bebé através da pontuação de 5 parâmetros:Frequência cardíaca, respiração, tónus muscular, irritabilidade reflexa e cor da pele.
 
Quanto mais próximo de 10 (dez) for a pontuação, melhor será a vitalidade do bebé e melhor será a sua adaptação à vida extra-uterina. A pontuação de sete, oito ou nove é normal e é sinal de que o recém-nascido está em perfeitas condições de saúde.
 
Uma pontuação de dez, especialmente ao primeiro minuto, é muito incomum, já que quase todos os recém-nascidos perdem um ponto devido às mãos e pés azuis, característica usual após o nascimento
 
RESULTADOS ANORMAIS
 
Um índice inferior a 7 (sete) é um sinal de que o recém-nascido precisa de atenção médica. Quanto menor a pontuação, mais ajuda precisa para se ajustar à vida extra uterina. Uma pontuação inferior pode ter como causa:
 
Um parto com complicações;
Uma cesariana (provocada por complicações no parto ou por observação de sinais de sofrimento do bebé);
Presença de fluido nas vias respiratórias do recém-nascido;
Um recém-nascido com um índice de Apgar baixo necessita de auxílio para respirar de modo a que o ritmo cardíaco regularize para valores considerados normais.
 
CONSEQUÊNCIAS
 
Por norma, uma pontuação baixa no primeiro minuto evolui para uma pontuação normal aos cinco minutos.
 
É importante lembrar que o índice de Apgar é usado mais como um parâmetro e não como uma definição de prognóstico, ou seja, se o bebé tiver um Apgar baixo, não significa necessariamente que terá problemas futuros. E vice-versa.