NOTÍCIAS

Câmara de Franca apoia ‘Cidade Inteligente, Gestão Eficiente

18/10/2019

Da Redação | Câmara Municipal de Franca

Foto: Divulgação Câmara

Postado por: Wemersom Silva

A Câmara Municipal de Franca participou de oficina sobre a temática Cidade Inteligente, Gestão Eficiente na última sexta-feira, 11, realizada na Casa de Leis de Ribeirão Preto (SP) em parceria com o Interlegis (Instituto Legislativo Brasileiro), do Senado Federal. A palestra foi ministrada pelo doutor honoris causa em gestão pública e pesquisador SmartCitiesBR da USP (Universidade de São Paulo), Luis Fernando Pires Machado.

 

No início do evento, representantes das Câmaras de Franca, Ribeirão Preto, Batatais (SP), Cássia dos Coqueiros (SP), Viradouro (SP), Brodowski (SP) e São Joaquim da Barra (SP) assinaram o Protocolo de Câmara Municipal Apoiadora do Desenvolvimento de Cidade Inteligente. Depois disso, foram entregues certificados para atestar o apoio. O coordenador legislativo da Casa de Leis francana, Carlos Eduardo Evangelista, foi o responsável por receber o documento durante o workshop.
 
Durante a capacitação, foram abordadas as medidas que os agentes políticos e públicos podem aplicar para a melhor eficiência na gestão, promovendo a estruturação de cidades inteligentes. “As cidades inteligentes devem refletir o que existe numa sociedade interagente na governança e por isso a necessidade que tem o Parlamento de entender o espaço do Legislativo e do Executivo”, explicou Pires Machado.
 
Carlos Evangelista também pôde discursar durante o evento. “Abordei inicialmente a formação da Rede de Escolas do Legislativo do Interior Paulista (veja mais aqui: ahttps://franca.sp.leg.br/noticias/2019/05/escolas-do-legislativo-formam-rede-de-cooperaco), da qual Franca e outras cidades da região fazem parte. É uma parceria muito importante para compartilhar informações.  Além disso, pude comentar sobre o ‘Cidade Inteligente, Gestão Eficiente’, em que elementos como meio ambiente, sustentabilidade e energia podem ser inseridos no contexto municipal, de modo a alcançar mais eficiência e eficácia nos gastos públicos”, explicou o coordenador legislativo.