NOTÍCIAS

Vendas no comércio devem subir em junho, apontam especialistas

09/06/2017

Thiago Rocioli | Da Redação 
Foto: Ilustrativa 

De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), no mês do Dia dos Namorados, o comércio varejista paulista deve faturar cerca de R$ 48,6 bilhões, alta de 3% na comparação com 2016.

A análise da FecomercioSP afirma que a influência do Dia dos Namorados sobre o desempenho do comércio é menor comparado ao Dia das Mães, pois muitos casais preferem celebrar a data em restaurantes, hotéis e motéis, o que geralmente acabam substituindo os presentes.

Segundo a assessoria técnica da Federação, os consumidores preferem adquirir, nessa data, itens de vestuário e calçados, perfumes e cosméticos, e joias e bijuterias, além de bombons e flores na hora dos presentes.

Comparado a junho do ano passado, a venda de eletrodomésticos e eletrônicos verá um crescimento, principalmente dados os números baixos do mesmo mês de 2016 . Para a Federação, no ano passado, o segmento enfrentou seu ciclo recessivo mais intenso, com quedas mensais acima de 14% em média.

Segundo a pesquisa Custo de Vida por Classe Social (CVCS), realizada mensalmente pela FecomercioSP, os preços dos produtos e serviços na região metropolitana de São Paulo acumulam alta de 4,24% nos últimos 12 meses até abril.

Para quem deseja presentear o parceiro, os itens de vestuário, calçados e acessórios apresentaram queda de preço, ou alta inferior à inflação do período. As bijuterias, por exemplo, estão mais baratas do que no ano passado, enquanto as joias caíram apenas 0,76%.

Outros produtos cujos preços caíram são agasalho feminino, vestidos, bolsas, blusas femininas e agasalhos masculinos. Já os casais que preferem comemorar num restaurante, cinema, e outros terão que gastar um pouco mais este mês.