NOTÍCIAS

Cemig flagra 244 ligações clandestinas por dia na rede elétrica na região

09/05/2019

Da Redação | Jornal da Franca

Foto: Divulgação

Publicado por: Vilmar Ramos

 

Pelo menos 40% das ligações de energia elétrica inspecionadas pela Cemig em Minas no primeiro trimestre são clandestinas. 
 
A companhia, responsável pela energia elétrica no Sul de Minas, constatou 22 mil gatos distribuídos entre residências e empresas do Estado. São 244 flagrantes por dia.
 
A média é a maior desde 2016. Nos últimos anos, a fiscalização ficou mais intensa com a realização de mutirões. 
 
Segundo a Cemig, o momento de crise econômica também ajuda a explicar o crescimento dos casos.
 
Para puxar a fiação diretamente dos postes e levar até o imóvel, as pessoas fazem muitas ligações indevidas. 
 
Além do risco de curto-circuito seguido de incêndio, a pessoa pode sofrer quedas e comprometer a segurança de quem mora nos arredores.
 
"Infelizmente é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum", diz o engenheiro de Controle de Perdas Comerciais da Cemig, Saad do Carmo Pereira Habib. 
 
Segundo ele, na maioria dos casos, o morador contrata um eletricista particular para fazer o "gato".
 
A identificação dos pontos clandestinos é realizada por meio de um sistema de monitoramento. 
 
Sempre que há indícios de irregularidades, fiscais da Cemig vão a campo para recolher o medidor que é enviado para análise em laboratório.
 
"Se for constatada a fraude, o consumidor é obrigado a ressarcir a distribuidora do consumo não faturado em até 36 meses. Isso sem falar nas implicações legais", destaca o engenheiro.
 
Apenas em 2018, segundo a Cemig, o prejuízo comercial com perdas de energia motivadas por "gatos" foi de R$ 450 milhões. 
 
O rombo, de acordo com a companhia, é repassado na tarifa e impacta no bolso dos consumidores.
 
Até o fim do ano, a meta da empresa é realizar 300 mil inspeções em Minas. 
 
Em 2020, a ideia é que a varredura atinja 400 mil instalações. Ao todo, a Cemig tem 8,5 milhões de clientes no Estado.
 
Hoje, cerca de 15 mil, são monitorados pela Cemig em tempo real. "Mas vamos ampliar para um total de 40 mil acompanhamentos on-line", acrescenta Habib.