NOTÍCIAS

São Paulo, exemplo de amor e fidelidade

25/01/2019
Da Redação | CN - Cristiane Henrique da Silva
Foto: Divulgação
Publicado por: Renata

 

Paulo de Tarso, o apóstolo dos gentios, como é conhecido, levou a mensagem de Cristo sobretudo às populações fora de Israel, aos pagãos, gregos e romanos, ou seja, a não-judeus. Saltou o muro que o rodeava, correu para a liberdade de consciência, seguiu a voz que um dia o interpelou.  


Sua capacidade de traduzir a fé para outros povos trouxe a ele notoriedade e provocou a ira de muitos. Não foi homem de meio termo. Amado e odiado ao mesmo tempo, tinha uma meta clara, após cair do cavalo e perder a visão, seu desejo era anunciar Jesus Cristo, este era seu foco.

Com uma vida intensa, habituado ao mundo urbano, às grandes massas, trazia consigo a altivez e a desenvoltura de um homem cosmopolita.


Cidadão romano, conheceu a estrutura opressora e exploradora do império Romano; ajudou um povo marginalizado e escravo de um grupo que se achava superior; não se perdeu pelo poder e influência que tinha, mas ao contrário, fez do Evangelho sua arma poderosa, tanto em seus discursos, quanto em suas ações. A este grande homem, admirado ainda em nosso tempo.