NOTÍCIAS

Economia criativa e sustentabilidade são discutidas em evento no Senac Franca

08/11/2018
 
 
 
 
As novas profissões são pautadas na economia criativa e na sustentabilidade, a fim de otimizar recursos, identificar oportunidades de projetos e aproximar pessoas para o desenvolvimento coletivo. Diante dessa realidade e para instigar novas propostas e projetos profissionais, o Senac Franca realiza, de 12 a 14 de novembro, o evento Cidades para Pessoas.
A ação é inspirada no livro homônimo de Jan Gehl, que apresenta estudos de fluxos e da qualidade de vida nas cidades contemporâneas, apontando a necessidade de repensar os espaços públicos. Para Gehl, os ambientes devem facilitar e promover mais integração e interação entre os habitantes, já que a convivência entre pessoas de diferentes áreas pode resultar em soluções criativas e sustentáveis para problemas comuns.
 
 No evento do Senac Franca, o público poderá prestigiar oficinas, palestra e uma apresentação de teatro de propostas coletivas. No primeiro dia (12/11), a agenda inicia, às 13h30, com a atividade Construção de Instrumentos Alternativos de Materiais Recicláveis, ministrada por Daniel Aguiar, arte-educador, produtor e gestor cultural. Os participantes aprenderão a produzir tambores, chocalhos e apitos.
 
 Já no período da noite, às 19h30, terá a palestra Teoria Verde: educação ambiental na prática, conduzida por Gustavo Stoppa e Lucas Lúcio, representantes do grupo Teoria Verde. Eles falarão sobre a criação do coletivo e a proposta de contribuir para a preservação do meio ambiente a partir da conscientização sobre os problemas gerados pelo descarte incorreto dos resíduos sólidos.
 
 Na terça-feira (13/11), o grupo Teoria Verde conduzirá mais uma ação. Desta vez, será a revitalização da Praça José Vitório Teixeira, ao lado do Senac Franca. Das 8 às 11 horas, todos os interessados poderão participar da atividade, que proporcionará a limpeza do espaço público e a pintura de bancos, quadra e brinquedos.
“O Coletivo Teoria Verde tem como foco a preservação e limpeza das áreas públicas, e como a praça ao lado da unidade é muito utilizada para o desenvolvimento das atividades realizadas em vários cursos do Senac, alinhamos essa revitalização. O intuito é despertar nos participantes a consciência para o cuidado dos espaços comuns”, diz Maria José Ribeiro, docente da área de desenvolvimento social da instituição.
A programação do Cidades para Pessoas continua no período noturno. Às 19h30, o Coletivo Corpo Negro fará uma apresentação teatral e, na sequência, promoverá um bate-papo sobre a iniciativa e a sua ação cultural e social. O grupo coloca-se como instrumento de debate das questões afro-brasileira.
 
Encerrando a agenda, no dia 14/11, haverá nova turma da oficina de instrumentos musicais, mas, desta vez, os participantes farão uma roda de tambores, que eles mesmos produzirão.
A programação possibilita o acesso dos participantes a conteúdos inovadores e às discussões que estão na mira de criativos e no cotidiano de muitos outros profissionais, de economistas a ambientalistas, de cientistas sociais a administradores e educadores.
&nb