NOTÍCIAS

Conteúdo produzido pela TV Unesp passa a ter alcance nacional

04/09/2018

Da Redação | Jornal da Franca

Foto: Divulgação

Publicado por: Vimar Ramos

 

A Unesp firmou no dia 29 de agosto uma parceria com a Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (Astral) que permite a disponibilização do conteúdo produzido pela TV Unesp para as emissoras legislativas espalhadas por todo o país, uma iniciativa que, sem custos para a Universidade, irá ampliar a divulgação das suas ações para um alcance nacional.
 
A Astral representa hoje 35 emissoras legislativas distribuídas em todas as regiões do país e presente tanto em capitais quanto nos municípios no interior dos Estados. Para o vice-Reitor Sergio Nobre, este é um passo importante para projetar ainda mais as atividades da Universidade. “Nós estamos ampliando o canal de divulgação do Estado para o país. Isso fortalece nossas pesquisas e os grupos que produzem esses trabalhos”, apontou.
 
O diretor da TV Unesp, professor Francisco Machado Filho, lembra que o canal já acumula mais de sete anos de produção e quase cinco mil programas, material que será disponibilizado para o uso das emissoras legislativas sem custo adicional para a Universidade.
 
“A um custo zero para a Universidade nós teremos a divulgação de pesquisas e ações extensionistas em locais como o interior do Maranhão, do Pará ou do Rio Grande do Sul, além de diversas capitais do Brasil”, afirma o diretor, lembrando que o conteúdo das emissoras legislativas é transmitido em sinal aberto de TV. Além dele, a assessora Priscila Pacheco de Lima também representou a TV Unesp na reunião.
 
A parceria também é importante para as TVs legislativas que têm como um das suas maiores dificuldades a produção de conteúdo de fôlego e qualidade. É o que afirma o diretor técnico da ASTRAL, Marcelo Malacrida, que representou a entidade ao lado da secretária-geral Luciana Rivelli.
 
“Para a ASTRAL o acordo é um divisor de águas porque vai ajudar as emissoras a preencher a grade de programação com conteúdos de qualidade e de total interesse para o cidadão, como Ciência, Tecnologia e Educação”, celebrou.