NOTÍCIAS

Definir uma rotina para o dia a dia das crianças traz diversos benefícios

03/09/2018

Da Redação| Jornal Da Franca

Foto: Divulgação

Publicado por Pábolo Oliveira

Mesmo um ser tão pequenino e dependente de um adulto precisa de uma rotina. Desde cedo, a criança deve ter horários para comer, dormir, relaxar, brincar, mesmo que ela não saiba o significado e a razão de tudo isso. Mas é com o tempo e a rotina que o bebê vai aprender noções de previsibilidade e continuidade. Além disso, há mais ganhos, como a segurança e o conforto que a rotina traz para qualquer indivíduo, até mesmo para os adultos. “A rotina ajuda no desenvolvimento mental e físico da criança, além de ser útil para uma vida mais equilibrada agora e quando se tornar adulto”, reforça a psicopedagoga Joana Lima Garcia.
 
Ela explica que a falta de uma rotina saudável aumenta a ansiedade da criança, podendo acarretar irritabilidade, choro sem causa aparente, aumento das cólicas intestinais, entre outros agravos. “A criança desenvolve sentimento de confiança e segurança no mundo, já que a rotina estabelece uma organização cognitiva do dia a dia, diminuindo a expectativa do que vai acontecer, deixando-a mais calma e tranquila”, afirma.
 
Foi isso o que a comerciante Ana Lídia Diniz, 35 anos, percebeu aos oito meses de sua filha Clara. “Ela vivia inquieta, não dormia direito e muito irritada. Tinha até dificuldades para se alimentar, até que sua pediatra me orientou que tudo isso poderia ser reflexo da falta de rotina. Desde que estabelecemos horários para tudo, Clara que está com um ano e oito meses, se tornou mais calma, dorme e se alimenta bem, e não tem mais crises de irritação”, comemora Ana Lídia.
 
Para surpresa de muitos pais, não há uma idade definida para estabelecer uma rotina ao bebê. No entanto, Joana acredita que desde o nascimento vale a pena organizar as atividades diárias do pequeno. “Essa rotina vai sendo modelada conforme o desenvolvimento da criança e as necessidades pontuais que vão surgindo, e será necessária ao longo de toda a sua vida”, afirma a psicopedagoga. Ela acrescenta que essa organização ajuda na associação de valores importantes para o desenvolvimento biopsicossocial da criança, como disciplina e a noção de limites.
 
Colocando em prática
Existem alguns passos para os pais criarem uma rotina. Adaptar as necessidades do bebê ao seu dia a dia é uma delas, porém é importante ter em mente que imprevistos, como fome e choro de madrugada, irão acontecer. Outra forma é organizar as atividades de acordo com o próprio ritmo do bebê. Para isso, é importante que a mãe esteja atenta ao seu comportamento e aos horários em que ele costuma sentir fome, sono, etc. Vale até anotar os hábitos do filho em um caderno ou fazer uma tabela no computador. Hoje em dia existem até aplicativos de smartphones para ajudar nessa tarefa.
 
É necessário entender que os hábitos podem ser quebrados, pois nem sempre o bebê terá as mesmas ne