NOTÍCIAS

Copa do Mundo de 2026 será realizada em três países

14/06/2018
Da Redação | UOL
Foto: Divulgação
Postado por: Gabriela Buranelli
 
A Copa do Mundo de 2026 será a primeira da história a ser realizada em três países. Nesta quarta-feira, em Moscou, a Fifa anunciou que a candidatura conjunta de EUA, México e Canadá venceu a de Marrocos.
 
A candidatura tripla recebeu 134 votos, contra 65 de Marrocos. Um voto foi para nenhuma das candidaturas. Sete confederações se declararam impedidas de votar. "O futebol é o único vencedor", bradou Carlos Cordeiro, chefe da delegação dos EUA.
 
"Os Estados Unidos com o México e Canadá receberão a Copa do Mundo. Parabéns. Um grande acordo para um trabalho duro!" A CBF votou no Marrocos, contrariando pedido da Conmebol, que havia apoiado os países da América.
 
Capitaneada pelos EUA, a candidatura tripla promete a maior Copa do Mundo da história em termos de público, quantidade de times e dinheiro ganho. Os pesos econômico e político norte-americanos foram decisivos para convencer os dirigentes da Fifa a lhes dar o Mundial.
 
Maior economia do mundo, os EUA voltarão a receber a competição após a primeira edição em seu território, em 1994, que foi um sucesso de público. É uma forma de compensar a decepção pela perda de eleição para sede de 2022 para o Qatar em processo cercado de acusações de corrupção. Já o méxico será o primeiro país a ter jogos de três mundiais.
 
A Copa norte-americana será a primeira garantida com 48 times, um aumento de 50% em relação ao número atual de 32 times. Há uma discussão em relação a ter essa quantidade de seleções em 2022, mas é improvável que isso seja aprovado na FIFA.
 
Até por isso opresidente da federação internacional, Gianni Infantino, fez campanha nos bastidores pelos norte-americanos, o que lhe gerou críticas dos africanos. O dirigente tinha dois objetivos: garantir que esse novo formato encha os cofres da Fifa como o esperado, e não ter problemas de organização. A candidatura marroquina teve nota 2,7 na avaliação, enquanto a dos americanos, 4.
 
A promessa da candidatura United, como chamada pelos três países, é de levantar um total de US$ 14 bilhões em receitas. Isso representa mais do que o dobro do que será ganho pela Fifa na Rússia e do que foi obtido no Brasil, entre US$ 5 e 6 bilhões. Há, no entanto, ceticismo no mercado em aumentar neste patamar a receitas, visto que já existem contratos em vigor nas áreas de TV e marketing.
 
E os gastos com infraestrutura seriam consideravelmente menores do que os realizados por esses dois pa