NOTÍCIAS

Qual a relação da Palavra de Deus com as ciências humanas?

14/06/2018

Da Redação | Canção Nova

Foto: Divulgação

Postado por: Vilmar Ramos

 

As ciências humanas e a fé
Estamos vivendo um momento intenso de reflexão sobre temas referentes à vida humana, pesquisas científicas, biotecnologias, etc. Um período do advento das ciências humanas. Os avanços científicos, em diversas áreas, suscitam debates éticos, religiosos, jurídicos. Os vários setores do poder público, judiciário, religioso, científico e privado estão mobilizados nesse debate. As ciências humanas aumentam, continuamente, o conhecimento dos indivíduos e das sociedades humanas. Essa situação traz consigo grandes problemas e também grandes possibilidades para a convivência e a sobrevivência humana.
 
Dentro desse cenário de enorme avanço das ciências, nos diversos campos, as questões que confrontam o cientificamente possível e o eticamente admissível serão cada vez mais frequentes. “A ciência e a técnica, preciosos recursos do homem quando são postos a seu serviço e promovem seu desenvolvimento integral em benefício de todos, não podem indicar sozinhos o sentido da existência e do progresso humano”. Um ponto essencial destacado pela instrução Donum Vitae, ainda no início, é o perigo de “tomar nas mãos o próprio destino”, e ceder “à tentação de ultrapassar os limites de um domínio razoável sobre a natureza”. 1
 
Fé e razão
O debate público é de enorme relevância, pois a Igreja mesma entende a necessidade do esclarecimento sobre a relação da Palavra de Deus (Bíblia) com as diversas ciências, ou seja, da fé com a razão. A competência da comunidade de decidir sobre os rumos das ciências não deve ficar só nas mãos dos cientistas e dos políticos. A humanidade inteira deve ter suas instâncias de participação.
 
Um dos setores mais envolvidos, neste debate, e que mais recebe críticas é a Igreja Católica. A Igreja é criticada por pessoas e setores da comunidade alegando dogmatismo, imposição, arbitrariedade, desrespeito pela liberdade, intenção de dominar o estado. Muitos afirmam que o estado é laico, por isto a Igreja não deve se “intrometer”, e que a Bíblia nada tem a dizer. Afinal, a Bíblia diz algo?
 
A Bíblia não é um livro de ciências, mas nos apresenta princípios ético-religiosos que iluminam as atividades das ciências. A Igreja à luz da Palavra de Deus defende o que chamamos de “lei natural”, lei estabelecida por Deus pela ordem da criação, inscrita no coração do homem e que sempre diz “faça o bem e evita o mal”. Independentemente da cultura ou da época histórica, nunca é lícito qualquer ação ou lei que contradiz a vontade de Deus inscrita no coração do homem e escrita na Bíblia. O filós